Início
Bem vindo ao Sistema Estadual de Informaçoes sobre Saneamento

O SEIS é uma pesquisa realizada pela Fundação João Pinheiro, que acontece a cada dois anos, e tem como objetivo monitorar a situação do saneamento básico no estado de Minas Gerais. O projeto, por ser estadual, é pioneiro no Brasil e levanta informações quantitativas e qualitativas sobre a qualidade dos serviços prestados à população.

A terceira edição do SEIS começou no mês de agosto/2015 com a aplicação de questionários em todos os municípios do estado coletando informações referentes ao ano de 2014. Estima-se que serão gastos 12 meses para o levantamento de todos os dados, o que será feito presencialmente por recenseadores. Esse ano, os questionários contarão com 84 questões sobre abastecimento de água; 61 de esgotamento sanitário; 52 de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos; 52 de drenagem pluvial urbana e 33 referentes à gestão municipal.

Como forma de subsidiar estudos e políticas públicas sobre a questão da crise hídrica vivenciada em muitos municípios mineiros nos últimos anos, o questionário de gestão possuirá nessa terceira rodada do SEIS algumas questões concernentes ao enfrentamento do problema pelos municípios mineiros.


 

Fundação João Pinheiro divulga relatório pioneiro sobre saneamento básico em Minas Gerais

O Relatório contempla algumas informações preliminares, consideradas imprescindíveis para a avaliação da atual situação dos serviços de saneamento básico em Minas Gerais. Por se tratar de uma iniciativa pioneira no Brasil, ainda há muito para ser feito e revisto, inclusive para as próximas edições da pesquisa. Como a proposta é construir um sistema com informações atualizadas periodicamente por biênio, tendo como marco zero o biênio 2008-2009, espera-se que nos próximos anos seja possível fazer análises sobre a evolução do setor de saneamento de Minas Gerais, com base em informações mais detalhadas coletadas pelo Seis. Cabe chamar a atenção para o fato de que esse é apenas o primeiro retrato da situação no estado, já que não existe uma base de dados com informações tão detalhadas, representativas e compatíveis com outras que permitam uma análise comparativa.